Protocolos de casamento

No casamento tudo se inicia quando a mão da noiva é pedida em casamento. É muito importante saber que nada do que acontece é feito de qualquer jeito ou apenas porque alguém teve uma boa idéia. Tudo poderá ser criativamente modificado sem perder a essência do cerimonial. As regras são simples e os protocolos devem ser cumpridos até mesmo nos casamentos mais modernos e independente do tipo de cerimônia que se escolha.

 

É importante diferenciar protocolo, etiqueta, tradição e modismo. Um pode somar positivamente com o outro ou um poderá desmerecer o outro. O fator moda, tem sido um dos motivos de muitas Igrejas manterem a sua equipe de cerimonial com normas rígidas para os noivos e profisionais. 

 

 

Referente a chegada dos noivos na igreja: O noivo deverá chegar meia hora antes do que sua noiva. A noiva deverá chegar dez minutos antes do horário da cerimônia e aguardar no carro até a sua vez de entrar. O famoso atraso da noiva é deselegante, principalmente se ultrapassar mais do que dez minutos e uma desconsideração com seus convidados, com o noivo e com o celebrante.

 

Ocupação dos acentos e posicionamento na Igreja: Os primeiros bancos devem ser reservados para familiares próximos como avós, tios, padrinhos de batismo e quando necessário aos padrinhos do casamento, damas e pajens. O lado da noiva no altar será a esquerda do noivo, portanto, os convidados da noiva poderão se posicionar nos bancos à esquerda e do noivo nos bancos à direita, prática pouco usual hoje em dia.

 

Cumprimentos: Os cumprimentos aos pais e padrinhos no término da cerimônia além de protocolo, é uma forma que os noivos tem de compartilhar com todos a emoção do momento. Portanto, este momento deve ser breve, de abraços leves, de forma a preservar a cabeça da noiva que muitas vezes tem seu véu arrancado, penteado desfeito e até pode se machucar com os adornos.

 

Saída dos noivos: Os noivos devem ser os primeiros a sair, seguidos de seus pais e padrinhos, mas é comum na atualidade, os noivos saírem após os pais e padrinhos, para que possam ser recepcionados por eles na porta da Igreja com vivas e aclamações. Tornando-se um momento de festa e alegria.

 

Arroz nos noivos: Não é protocolo, é tradição jogar arroz nos recém casados na saída da igreja para desejar-lhes boa sorte e felicidades. Algumas igrejas o proíbem pela dificuldade em limpar e pelo risco de causar acidentes com escorregões, por isso passou-se a utilizar pétalas de rosas e bolinhas de sabão, também já proibidas em algumas Igrejas pelas mesmas razões. Atualmente os noivos estão utilizando os sparkles, que produzem um efeito muito bonito nas fotos.

 

Cumprimentos e Recepção aos convidados no local da festa: O correto seria os noivos, com seus pais, pararem em um determinado local da Igreja para receberem os cumprimentos, procedimento inviável hoje em dia por diversas razões. Todos os convidados se deslocam para o salão antes dos noivos. Os pais dos noivos podem e devem ser responsabilizados pela recepção aos convidados no salão de festas, mas nem sempre chegam antes de todos para isso. Os pais devem cumprimentar então os convidados nas mesas quando, no convite está expresso: os pais convidam para o casamento de seus filhos, sendo assim, eles são os anfitriões e assumem esta responsabilidade. Quando no convite os noivos convidam para o seu casamento com a bênção dos pais, os noivos então serão os anfitriões e devem cumprimentar todos os seus convidados.  Os pais e padrinhos deverão sentar-se na mesma mesa que os noivos, quando não for possível, deixá-los em mesas próximas.

 

Fotos Tradicionais: São as fotos para álbum. Os noivos serão fotografados conforme a tradição: nos jardim da Igreja, no carro, em algum lugar externo de beleza e significado para ambos, ou de forma mais criativa como já é um procedimento comum. As fotos tradicionais com os pais e padrinhos na mesa do bolo, o brinde dos noivos e o corte, não podem faltar.

 

Cerimonial da mesa: chamado desta forma como referência a um momento da festa, mas não é protocolo, é tradição o casal cortar o bolo juntos e brindar seu casamento.

 

Jogar o Buquê: momento esperado pelas solteiras. Jogar o Buquê não é protocolo, é tradição. A moça solteira que o pegar, se estiver em um relacionamento, será a próxima a casar. 

 

Sapo e Santo Antonio: Nem protocolo, nem tradição. Estes entram na categoria de animação. É uma chance a mais para as solteiras que não conseguiram o Buquê da noiva. Para aquelas que desejam um bom partido para namorar e casar, o santo Antonio; para aquelas que ainda não encontram o seu principe encantado, o sapo vem desencantar.